CENEGRI Loja Online

Fabricantes

Anúncio

Turismo e Paradiplomacia das Cidades

Turismo e Paradiplomacia das Cidades

Lançamento Cenegri Edições/Grupo de Pesquisa em Turismo Internacional - EACH/USP, 2014. 214 páginas. ISBN 978-85-61336-13-4

Valor: R$ 30,00 + R$ 7,00 (Correios)= R$ 37,00.

 

Mais detalhes


R$37

Disponibilidade: Este produto não está em estoque

0 produto em estoque


Notify me when available


Reinaldo Miranda de Sá Teles

Vitor Stuart Gabriel de Pieri

(Organizadores)

  

Turismo e Paradiplomacia das Cidades: o local no diálogo com o global

 

 

 

Apresentação

 

A presente obra é fruto de um trabalho de pesquisa cujo objetivo é fornecer subsídios para o entendimento da complexidade do tema da atuação internacional das cidades na agenda do turismo.

A década de 1980 foi um marco para o envolvimento das cidades brasileiras nas relações internacionais potencializado ainda mais neste início do século XXI. O fim da Guerra Fria e o início da globalização concomitantes à redemocratização brasileira criaram condições favoráveis para essa atuação. Ao mesmo tempo, o aumento dos fluxos de turismo internacional levou ao incremento da discussão sobre o turismo como um dos setores que mais podem se beneficiar com a paradiplomacia.

Apesar de serem temas importantes das agendas local e internacional, assim como da agenda de políticas públicas no Brasil, ainda são praticamente inexistentes os estudos que abordam a intersecção entre turismo e paradiplomacia. Sendo assim, este livro procura suprir tal lacuna ao aportar a contribuição de vários pesquisadores que estão “pensando” o papel das cidades no sistema internacional a partir de um enfoque em turismo.

Pode-se dizer que o livro está organizado a partir de alguns parâmetros que buscam entender a atuação internacional dos municípios na agenda de turismo a partir de diversas perspectivas, tais como a de Suhayla Khalil e Cássia Marques da Costa, que buscam mapear os espaços existentes nas estruturas institucionais e os incentivos fornecidos para a atuação internacional das cidades brasileiras na agenda de turismo. Na sequência, Reinaldo Miranda de Sá Teles, Vitor Stuart Gabriel de Pieri e Fabiana de Oliveira tratam do caso das Mercocidades dentro do debate do turismo na paradiplomacia, com o enfoque na atuação internacional de governos subnacionais como potencializadora da cooperação no campo do turismo.

Na linha dos estudos sobre questões de fronteira, Carmen Regina Dorneles Nogueira, Juliana Rose Jasper e Rodrigo da Costa Segovia abordam as políticas públicas dirigidas ao turismo na região transfronteiriça do Rio Grande do Sul Argentina e Uruguai com o objetivo de identificar as políticas públicas de turismo existentes na região e Henrique Sartori de Almeida Prado se volta para a análise das lojas francas em linha de fronteira com enfoque na recente inovação legislativa e os seus possíveis desdobramentos para a paradiplomacia dos estados e municípios brasileiros e para a política para a fronteira.

Ainda na mesma linha de estudos fronteiriços, Eliana Lamberti e Patrícia Cristina Statella Martins examinam a experiência paradiplomática na promoção do turismo de compras na fronteira entre Ponta Porã (Brasil) e Pedro Juan Caballero (Paraguai) e Reinaldo Miranda de Sá Teles, Vitor Stuart Gabriel de Pieri e Fabiana de Oliveira trazem reflexões sobre o turismo na faixa de fronteira brasileira a partir do estudo de cidades-gêmeas e do turismo como estratégia de desenvolvimento. Por outro lado, Francisco da Silva Medeiros e Muriel Pinto debatem também sobre fronteiras ao dispor sobre a apropriação das rugosidades na região das missões do Rio Grande do Sul.

Numa discussão sobre a requalificação dos espaços urbanos como instrumentos de adequação das cidades às demandas do capital por novos espaços para sua reprodução, Clarissa M. R. Gagliardi analisa a disseminação de certas práticas e suas releituras em diferentes cidades como forma de inserir-se como destinos de turistas e de investidores no circuito do capital internacional. Sem desvincular-se da discussão sobre o capital, Fabiana de Oliveira, Diego Luz e Charles Pennaforte analisam em que consiste o mito das "Cidades Globais" e como este cria, para as grandes cidades latino-americanas (São Paulo, Buenos e Cidade do México), a ilusão de pertencimento ao “mundo desenvolvido”.

Por fim, Carine Botelho Previatti, Reinaldo Miranda de Sá Teles e Vitor Stuart Gabriel de Pieri, fazem uma breve analise sobre a importância, o papel e os impactos locais dos eventos internacionais em cidades como São Paulo.

 

Organizadores

 

 

SUMÁRIO

 

 

Apresentação................................................................................................ 13

 

A atuação internacional das cidades brasileiras: perspectivas a partir do turismo.         15

 

Por Suhayla Khalil e Cássia Marques da Costa

 

 

O debate do turismo na paradiplomacia: o caso das Mercocidades

 

Por Reinaldo Miranda de Sá Teles, Vitor Stuart Gabriel de Pieri e Fabiana de Oliveira

 

As relações binacionais no turismo: o caso das cidades-gêmeas na fronteira entre o Rio Grande do Sul (BR), Argentina e Uruguai      

 

Por Carmen Regina Dorneles Nogueira, Juliana Rose Jasper e Rodrigo da Costa Segovia

 

Lojas francas em linha de fronteira: oportunidades para a paradiplomacia?   

 

Por Henrique Sartori de Almeida Prado

 

Turismo e paradiplomacia nas cidades-gêmeas de Ponta Porã/MS (Brasil) e Pedro Juan Caballero (Paraguai)      

 

Por Eliana Lamberti e Patrícia Cristina Statella Martins

 

Reflexões sobre o turismo na faixa fronteira brasileira

 

Por Reinaldo Miranda de Sá Teles, Vitor Stuart Gabriel de Pieri e Fabiana de Oliveira

 

 

Turismo e fronteira: um debate sobre a região das Missões Jesuítico-Guarani

 

Por Francisco da Silva Medeiros e Muriel Pinto

 

 

Processos de requalificação urbana e turismo: a internacionalização dos destinos e seus impactos locais  

 

Por Clarissa M. R. Gagliardi

 

Debatendo as cidades globais: um foco na América Latina (São Paulo, Buenos Aires e Cidade do México)          

 

Por Fabiana de Oliveira, Charles Pennaforte, Diego Soares Luz

 

 

 

Turismo de eventos: uma atividade em expansão nas cidades terciárias – um foco em São Paulo (SP)  

 

Por Carine Botelho Previatti, Reinaldo Miranda de Sá Teles e Vitor Stuart Gabriel de Pieri

 

 

 

 

No customer comments for the moment.

Only registered user can post a new comment.

Carrinho  

(vazio)

Novos produtos

Não há nenhum produto neste momento

Promoções

Não há promoções no momento

Rastreio