CENEGRI Loja Online

Fabricantes

Anúncio

A Venezuela em Transformação: A Era Chávez e a Revolução Bolivariana

A Venezuela em Transformação: A Era Chávez e a Revolução Bolivariana

Lançamento Cenegri Edições, 2013. 213 páginas. ISBN 978-85-61336-10-3

Valor: R$ 30,00 + R$ 7,00 (Correios)= R$ 37,00.

 

Mais detalhes

Oferta Imperdível!
R$37

Disponibilidade:

1 produto em estoque

Aviso: último produto em estoque!


Organizadores

 

 

Charles Pennaforte é doutor em Relações Internacionais pela Universidad Nacional de La Plata (Argentina), diretor-geral do CENEGRI, conferencista e editor-chefe da revista Intellector, publicada pelo mesmo Centro. Coordenador da Rede Latino-Americana de Geopolítica e Estratégia (RELAGE).

Possui inúmeros artigos e trabalhos publicados no Brasil e no exterior. Seus principais livros publicados são: China, o Gigante do Século XXI e Panorama Contemporâneo — Geopolítica e Relações Internacionais (Cenegri Edições); América Latina e o Neoliberalismo: Argentina, Chile e México e Fragmentação e Resistência: o Brasil e o Mundo no Século XXI (Editora E-Papers). Em coautoria, Enciclopédia de Guerras e Revoluções do Século XX (Elsevier/Campus).

 

Fabiana de Oliveira é mestranda no Programa de Integração da América Latina (PROLAM/ USP) e membro do Observatório Latinoamericano do Instituto Tecnológico de Monterrey (México). Diretora do Centro de Estudos em Geopolítica e Relações Internacionais (CENEGRI).  

 

 

Sobre os Autores

 

 

Yetzy Urimar Villarroel Peña — É mestre e doutora em Ciência Política pela Universidad Simón Bolívar e docente e pesquisadora do Departamento de Ciências Sociais da mesma instituição. É também responsável pela especialização em Opinião Pública e Comunicação Política da Universidad Simón Bolívar. E-mail: yvillarroel@usb.ve.

Carlos J. Ron – Graduado em Estudos Latino-americanos pela Rutgers University, EUA.

Claudio Alberto Briceño Monzón — Membro do Grupo de Pesquisa sobre Historiografía da Venezuela da Universidad de Los Andes (U.L.A.). Professor Associado da Escola de História, da Faculdade de Humanidades e Educação da U.L.A. Mestre em História da Venezuela pela Universidad Católica Andrés Bello. Doutorando em História pela Universidad Nacional de La Plata  (Argentina).

Ana Maria Schenegoski — Licenciada em Geografia (UEPG - 2006/2009). Mestre em Gestão do Território no Programa de Pós Graduação em Geografia pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (2010/2012). Trabalha com temáticas de Relações Internacionais e Geopolítica. E-mail: anashene@hotmail.com.

Edu Silvestre de Albuquerque Licenciado e Bacharel em Geografia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Especialista em Integração Regional e Mercosul (UFRGS), Mestre em Geografia Humana pela Universidade de São Paulo (USP) e Doutor em Geografia pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Professor Adjunto do Curso de Geografia da UFRN e Professor Colaborador do Mestrado em Gestão do Território da UEPG-PR. Organizador e autor da coletânea de ensaios “Que País é Esse?” (Editora Globo, 2006), indicado pelo MEC-2008. Autor do paradidático de Ensino Básico “A Geopolítica do Brasil” (Editora Atual, 2007 e 2011), indicado pela Secretaria de Educação do Espírito Santo e de “Uma Breve História da Geopolítica” (Cenegri Edições, 2011)

Elói Martins Senhoras — Professor da Universidade Federal de Roraima (UFRR). Especialista, mestre e doutor pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Visiting scholar na University of Texas at Austin (UT), na Universidad de Buenos Aires (UBA), na Facultad Latinoamericana de Ciencias Sociales (Flacso, Mexico), na Escola Nacional de Administração Pública (ENAP) e na National Defense University (NDU). Visiting researcher na University of British Columbia (UBC), na University of California, Los Angeles (UCLA) e na Escola de Administração Fazendária (ESAF). Professor visitante do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA). E-mail: eloisenhoras@gmail.com.

Jon E. Illescas Martínez — Também conhecido com o pseudônimo de Jon Juanma, é doutorando na Universidad de Alicante e na Universidad Complutense de Madrid. Atualmente está desenvolvendo sua tese doutoral sobre a geopolítica das indústrias culturais hegemônicas no sistema-mundo, com a ajuda da Fundação CajaMurcia (BMN). Recentemente publicou seu livro “Nepal, a revolução desconhecida. Crise permanente na terra de Buda”. E-mail é jonjuanma@gmail.com .  

Vitor Stuart Gabriel de Pieri — Bacharel e licenciado em Geografia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ - 2003), mestre em Relações Internacionais (Europa – América Latina) pela Universidade de Bolonha - Itália (2011), mestre em Estudos Populacionais e Pesquisas Sociais pela Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE - 2005) e doutorando em Geografia pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP).

 

Apresentação

 

A obra que o leitor tem em mãos faz parte de mais uma iniciativa do Centro de Estudos em Geopolítica e Relações Internacionais (CENEGRI) na direção de uma linha de análise crítica dos grandes temas contemporâneos. Como não poderia deixar de ser, o CENEGRI encampou a proposta de fazer uma análise crítica do processo venezuelano.

A Venezuela de Hugo Chávez entrou para o noticiário internacional e para a geopolítica latino-americana, após a sua vitória nas eleições de 1998. Rompendo um ciclo de poder no qual as classes dominantes representavam os interesses próprios e das elites ao norte do Golfo do México, Chávez colocou na ordem do dia a discussão a luta de classes, sempre ignorada pelos grupos mais abastados da sociedade venezuelana.

Com isso, a polarização entre “ricos e pobres” tornou-se uma discussão comum na sociedade venezuelana, mas que trazia grandes problemas para a velha oligarquia política e econômica do país. Como explicar que um país tão rico com a renda do petróleo tenha sua população sem a menor condição vida? Mas ao mesmo tempo uma “aristocracia” vivendo em padrões de consumo estadunidense.

As importantes transformações internas vividas pelo país que detém a maior reserva comprovada de petróleo do mundo, mas que historicamente condenou a maioria da sua população à miséria terminaram por transbordar as fronteiras venezuelanas e promoveram um significativo realinhamento na região. Atuando de forma incisiva e independente, a Venezuela Bolivariana ganhou destaque internacional por desafiar os velhos interesses de Washington.

Os 14 anos de governo Hugo Chávez foi marcado por uma atuação protagônica e antissistêmica, em um contexto em que toda a região ainda encontrava-se ainda sob a hegemônica neoliberal.

Defensor e entusiasta da integração latino-americana, a gestão Chávez liderou iniciativas como a ALBA (Aliança Bolivariana para os Povos da Nossa América), a UNASUL (União das Nações Sul-Americanas), a CELAC (Comunidade dos Estados Latino-americanos e Caribenhos) e promoveu a adesão de seu país ao Mercosul (Mercado Comum do Sul), fortalecendo o bloco.

Até a sua morte, Hugo Chávez desempenhou um papel de líder incontestável e ativo cujo interesse principal era transformar a América Latina em um “Estados Unidos América”, desejo do herói venezuelano, Símon Bolívar

Este livro reúne ensaios de importantes pesquisadores que, nos últimos anos, dedicaram seus esforços para compreender o chavismo, seus dilemas e seus desdobramentos em todo o subcontinente latino-americano.

Trata-se de rigorosos estudos que decididamente contribuem para um maior entendimento acerca do processo que fez de Chávez um mito — que, por assim ser, desperta os mais extremos sentimentos de amor e ódio — e que permitiu à Venezuela assumir o papel que lhe compete em um cenário internacional cada vez mais complexo.

O CENEGRI e os pesquisadores envolvidos neste projeto estão muito orgulhosos em oferecer ao público mais uma obra de grande importância.

 

 

Organizadores

 

No customer comments for the moment.

Only registered user can post a new comment.

Carrinho  

(vazio)

Novos produtos

Não há nenhum produto neste momento

Promoções

Não há promoções no momento

Rastreio